Vale a pena aderir ao saque anual do FGTS? Veja o que pesa na decisão de quatro trabalhadores

postado em: entrevistas | 0

Para administrar parte de seus recursos no Fundo, conta a história profissional de cada um, alertam analistas RIO — A partir do ano que vem, o brasileiro poderá escolher uma nova forma de usar os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Até agora, o trabalhador só tinha acesso a essa poupança compulsória em casos de demissão sem justa causa, aposentadoria ou em situações específicas, como doença grave e compra de imóvel. Na semana passada, o governo anunciou a criação do saque-aniversário, que permitirá, uma vez por ano, a retirada de parte do valor depositado no Fundo pelos empregadores.

Saldo: Saiba como consultar o extrato de FGTS

A possibilidade de aderir a essa nova modalidade, onde cada um vai poder decidir o que fazer com uma parte do seu dinheiro, levantou dúvidas e causou preocupação entre os trabalhadores, ainda mais em um cenário de desemprego elevado, com 13 milhões de desempregados, e uma baixa cultura de poupança. Ao optar pelo saque anual, o trabalhador fica impedido de tirar o FGTS em caso de demissão sem justa causa por dois anos.

Leia matéria completa em:

https://oglobo.globo.com/economia/vale-pena-aderir-ao-saque-anual-do-fgts-veja-que-pesa-na-decisao-de-quatro-trabalhadores-23837116

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *