Impactos do coronavírus sobre o dólar e a Bolsa de Valores

postado em: entrevistas | 0

Por Regiane Medeiros  19:29 de 17/03/20 –

Nos últimos dias foi possível observar o pânico investidores em meio aos possíveis efeitos do coronavírus na economia.

No Brasil, somente em março deste ano, a Bolsa já caiu quase 30% e enfrentou 5 circuits breakers (paralisação automática) no mês. Ao mesmo tempo, o dólar disparou e ultrapassou a barreira dos R$ 5,00.

Segundo especialistas ouvidos pela reportagem do UOL, a reação da Bolsa e do dólar antecipam implicações futuras que o coronavírus pode causar na economia.  Além disso, empresas, principalmente do setor aéreo e de commodities, também podem ser consequências irreparáveis.

Por ser um vírus de fácil transmissão, alguns governos e empresas ao redor do mundo optaram por restringir à circulação de pessoas, a fim de evitar a propagação do vírus.

No entanto, se por um lado isso pode ser bom para conter a disseminação do Covid-19, por outro pode trazer grandes prejuízos a economia de vários países.

Dentro deste contexto, para se proteger de uma possível redução na atividade econômica mundial, os investidores estão despejando as ações no mercado, fazendo com que os preços dos ativos caíssem.

Dólar

Na direção contrária, o dólar disparou frente aos temores do mercado. Nesse sentido, o preço da moeda norte-americana, que já vinha em trajetória de alta, subiu ainda mais. No ano, o dólar acumula um avanço superior a 26%.

Conforme comentado por especialistas ao UOL, além da taxa Selic historicamente baixa, que contribui para que o país fique menos atrativo ao capital estrangeiro, há também o fenômeno chamado “voo para qualidade”, que ocorre em momentos de crise como os verificados atualmente.

“Globalmente, há um voo para qualidade muito relevante, dando uma pressão muito grande em dólar e ouro, que são ativos para onde o pessoal corre quando há um evento como esse”, afirmou Virginia Prestes, professora da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

A alta demanda no dólar pelos investidores que buscam proteger suas carteiras em momentos de tensão no mercado, fez com que o preço da moeda norte-americana subisse, desvalorizando ainda mais a moeda brasileira.

Matéria completa em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *